Salim é o ícone do futebol amador de Diadema

Salim é o ícone do futebol amador de Diadema

 Salim 29 (1)O advogado Dr. Waldir Salles Lopes conhecido popularmente por “Salim” é um ícone do futebol amador local com mais de 53 anos de atividades, seja atleta ou dirigente de clubes e entidades. Nascido na Vila Mariana, aos 12 anos ele já vinha para Diadema em companhia do avô que era pedreiro, ajudá-lo na construção da casa de uma tia. Dois anos depois a família Salles Lopes mudava-se para a então Vila Conceição. O pai, Edgar era protético dentário e a mãe, Dirce Martinelli, do lar.  Com ele vieram ainda os irmãos e Edgar Filho (falecido), Sueli, Elisabete (esposa do Dr. Arlindo) e o Sidney, hoje em Manaus.

Num fim de semana o adolescente foi convidado para jogar no time Emancipação. Era o início de uma carreira. esportiva. Depois jogou na equipe do Vila Conceição, a primeira a ser criada, em 1º de agosto de 1929, no então distrito de São Bernardo que, depois da emancipação mudou o nome para Associação Atlética Diadema. Atuou ainda no E.C.Eldorado, G.E. 7 de Setembro e A.A. Brasinhas.Seu primeiro emprego foi na Max Factor do Brasil, como Office-boy. Dái para frente trabalhou na Copacabana Disco, Lex Editora, Metagal e decidiu ser autônomo atuando como corretor imobiliário. Tinha tempo também para se dedicar à mídia impressa escrevendo para o Jornal dos Esportes, de São Bernardo, Jornal dos Estudantes, Jornal do Planalto e O Vargem-grandense (Vargem Grande do Sul).

 ENTIDADES ESPORTIVAS

  Salim fez parte da Comissão Municipal de Esportes criada no segundo governo do então prefeito Evandro Caiafa Esquível (1969-1973). Diadema participou do quadro “Cidade contra Cidades”, do programa Silvio Santos. “Tinha uma prova de exibição de uma peça teatral. Estávamos no Teatro Brigadeiro disputando a vaga com Suzano. Quando saiu o resultado da derrota a Diadema, o Nelson Esquerdo, inconformado, subiu ao palco e deu um tapa na cara do Leo Santos, irmão do Silvio Santos”, conta Waldir Salim Salles Lopes, ressaltando que isso aconteceu entre 1968 e 1969. Em 1972 era fundada a Liga de Futebol Amador de Diadema cujo primeiro presidente foi Moacir Gomes.

Descontentes com a atuação do presidente, um grupo de desportistas reuniu-se num domingo de manhã na Churrascaria Sossego e ali foi decidido intervir na liga. Uma Comissão Provisória foi formada para marcar e organizar novas eleições tendo sido eleito o professor Romeu da Costa Pereira. Logo a seguir, Salim fundou a JDD (Junta Disciplinar e Desportiva). Embora recebesse convites, Waldir Salles Lopes nunca quis ser presidente da Liga. Chegou a ser secretário e hoje presta assessoria jurídica.

Questionado se sabe quantas equipes de futebol amador existe em Diadema, Salim diz que deve ser em torno de 130, “mas muitos sequer filiados são junto a LFAD e outros filiados encontram-se em condições irregular” esclarece.

Arlindo Ribeiro