Toninho Cecílio promete Netuno mais agressivo contra o São Bernardo no sábado

Toninho Cecílio comandou jogo-treino e já sabe o que fará para tornar o Água Santa mais ofensivo

Novo técnico do Água Santa já fez teste esta semana com o Santos e está confiante nas mudanças para o jogo contra o Tigre. Cecílio assumiu o lugar de Jorginho que deixou o clube após derrota

Elias Lubaque

Montar um time mais agressivo para subir na tabela da série A2 do Campeonato Paulista e evitar o rebaixamento é a meta do novo técnico do Água Santa, Toninho Cecílio, que assumiu o posto esta semana e já terá neste sábado (03) uma difícil missão; superar o São Bernardo, time que tem o dobro de pontos do Netuno e que tem duas vitórias e dois empates contra apenas uma vitória do time diademense.

O Tigre também está na outra ponta da tabela, entre os líderes. Cecílio substitui o técnico Jorginho que deixou o time diademense após a derrota para o Guarani, por 3 a 0. Para começar a desenhar sua estratégia, Cecílio testou seus jogadores anteontem (30) contra os dois times (titular e base) do Santos, no Centro de Treinamento Rei Pelé, na Baixada Santista, em jogo que marcou o retorno de Gabigol ao time praiano.

O Água Santa empatou em 0 a 0 no enfrentamento dos  times principais e perdeu por 3 a 0 nos times de base. “O time do Santos tem uma sequência de treinos e jogos, estão entrosados, o empate foi um bom termômetro do que temos que fazer. Já fiz algumas mudanças, experimentei alguns jogadores da base como Genilson e Roni, centroavante, então pretendo manter essa formação inicial”, revelou Cecílio.

Mesmo com poucos dias no clube o novo técnico bate na tecla de que tem que organizar o time para ser mais agressivo e jogar mais no campo do adversário. “Temos que fazer algo diferente, o emocional é importante, mas não temos tempo para pensar nisso, temos que vencer e vamos enfrentar com organização e jogar de igual para igual, ir para cima e reverter o prejuízo o que não vai ser fácil. O time começou mal, agora vamos ter que reverter a situação”, revelou o técnico.

O técnico, que já passou pelo Santo André e São Caetano e conhece bem os times da região, acredita numa boa fase para o Netuno que ele quer levar de volta à elite do futebol Paulista. “Vejo dedicação dos diretores e força de vontade, fiquei muito contente com o convite; estou com o pé no chão para realidade que tenho pela frente. Sei que o Água logo estará na elite novamente, até pelo trabalho que vem fazendo seus diretores. Pode até demorar 1,2, 3 anos, mas vai acontecer. Mas espero que volte agora para primeira divisão”, concluiu.